sábado, 17 de dezembro de 2011

um minuto na india

video

marudhar express agra fort-jaipur-pushkar

foi o sair de agra pelas quatro da manha para apanharmos o ja conhecido marudhar express, trouxe-nos de varanasi, e a viagem de seis horas para os 235 km ate jaipur. 
decidimos adiar a pink city, como e internacionalmente conhecida, e embarcar no mesmo dia para pushkar, sudoeste a  cerca de 150 km, nos fantasticos autocarros da india.
fascinantes estas maquinas que parecem quase a vapor e ja esqueceram a idade! nao falham um quilometro que seja e tem um motor pronto para qualquer distancia e uma buzina que mostra o bom estado de saude do ferro velho! chegamos a pushkar tardinho, mas muito bem. contamos que o regresso, daqui a tres dias, se faca do mesmo modo.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

h em fatehpur sikri

o salto a fatehpur sikri

e certo que depois do taj e dificil ser convencido por outras tentativas de eternidade. mas como tinhamos toda a tarde disponivel e depois do taj pouco sobra, decidimos dar um salto a fatehpur sikri, antiga capital do imperio mughal no reino de akbar. sao 40 km de autocarro que se fazem bem depois de sair do transito caotico de agra.


fatehpur sikri teve o taj no canto do olho e a certeza de que no dia seguinte seguiamos de comboio para jaipur e pushkar.

m em varanasi

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

um minuto na india

video

a perola de agra

foi realmente uma surpresa inesquecivel. quando pensavamos, ainda a caminho de agra, que iamos ao encontro do taj, nunca imaginamos que encontrariamos um dos mais belos monumentos que alguma vez os nossos olhos puderam ver. a chegada a agra e a deslocacao ate ao hotel proporcionou algumas miragens de partes do mausoleu de marmore, mas nada nos preparou para o que encontramos quando na manha seguinte fomos certinhos a bilheteira e entramos na geografia de um dos mais visitados monumentos do mundo. tres milhoes de visitantes por ano, seis milhoes de pes no marmore sagrado desta historia de amor. nao e por acaso que deixamos para tras os sapatos, com tanta passada nao ha marmore que aguente.
o taj. pesa uma pena e e tao denso como uma lagrima. nao se acredita que exista. vamo-nos aproximando e a descrenca mantem-se. nao e verdadeiro, e materia de sonho. branco a fingir-se ser. nao e possivel. mas a pouco e pouco, com a duracao da visita, la vamos cedendo a realidade, apesar de continuar objeto imaginado. em duas palavras: e fabuloso. e como na fotografia ou no postal, parece que nunca deixa de o ser. e depois, ao regressarmos da visita vamos olhando para tras e continuamos na duvida se estamos num sonho e nao passa tudo de uma grande nuvem. e que vicio. nao se consegue deixar de olhar, deixar de olhar, deixar de olhar.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

taj mahal

uma lagrima de amor na face da eternidade. 
Rabindranath Tagore

marudhar express varanasi-agra fort

a segunda grande viagem de comboio, a contar com 12 horas para percorrer os 538 km de distancia ate agra. foi uma viagem pela noite que ja contou com a experiencia adquirida no doon express. tivemos a boa companhia de quatro viajantes que tomavam o mesmo destino e que fizeram do principio da noite uma sala de estar.

domingo, 11 de dezembro de 2011